Sexta-feira, 9 de Junho de 2006

As palavras...

 
 
 

 

Não de mel ...

      Não de fel...

 

 

o digas o sim

  
em ton bajulatório
 
  Mas…
   Não digas o não em tons de aspereza.

 

 
 

 

Publicado por... Cöllyßry às 13:27

Link do Pensamento | Comentar | Adicionar aos favoritos
| partilhar
29 comentários:
De arodla2006 a 9 de Junho de 2006 às 17:10
Na verdade temos muitas maneiras de dizer não e de dizer sim um sim com brusquidão pode doer mais que um não. Teu blog me faz lembrar um blog de uma amiga de nome Manuela, que tenho muitas saudades, pois deixou de blogar.

Bom fim de semana. Beijinhos Aldora
De Cöllyßry a 15 de Junho de 2006 às 19:51
Bem vinda a este alimento para a Alma...fico contente em saber que recorda algo bom, serás sempre bem recebida, meu nome não é Manuela, mas Fer de(Fernanda)assim me conhecem neste Mundo blogeiro, espero que que de alguma forma suavize a saudade de Tua amiga...
Deixo meu doce olhar num perfumado esvoaçar...e meu bem Haja...
Cõllybry
De Uma voz... de longe a 10 de Junho de 2006 às 16:49
""A mon ancienne adresse Je ne reconnais plus Ni les murs , ni les rues Qui ont vu ma jeunesse En haut d'un escalier Je cherche l'atelier Dont plus rien ne subsiste Dans son nouveau décor Montmartre semble triste Et les lilas sont morts La bohème , la bohème On était jeunes , on était fous La bohème , la bohème Ça ne veut plus rien dire du tout "" La Boheme Charles Aznavour Hoje...perdi as palavras... Não digo SIM, Não digo...NADA. Da abelha só tenho as asas... Estou sem força para voar! Calo a voz, De longe, pouso devagar o sonho... Adormecido em mim. Voa sempre... Voa por mim...Beija-flor Virei ler teus voos!
De Uma voz...de longe a 10 de Junho de 2006 às 17:02

""A mon ancienne adresse
Je ne reconnais plus
Ni les murs ,
ni les rues
Qui ont vu ma jeunesse

En haut d'un escalier
Je cherche l'atelier
Dont plus rien ne subsiste
Dans son nouveau décor
Montmartre semble triste
Et les lilas sont morts

La bohème , la bohème
On était jeunes ,
on était fous
La bohème , la bohème

Ça ne veut plus rien dire du tout "

" La Boheme"
(Charles Aznavour)

Hoje...perdi as palavras...
Não digo SIM,
Não digo...NADA.

Da abelha só tenho as asas...

Estou sem força para voar!

Calo a voz,
De longe, pouso devagar o sonho...
Adormecido(a) em mim.

Voa sempre...

Voa por mim...Beija-flor

Virei ler teus voos!
De Cöllyßry a 14 de Junho de 2006 às 18:04
Voei… por entre as montanhas, arvoredos das Planícies,
Nas nuvens no azul do Céu…pairei sob a multidão tantos
Os rostos que não Te deslumbrei…
Mas…encontrei o som em castelhano que me encanta…
Espero que também…
De Maria Papoila a 10 de Junho de 2006 às 21:24
Olá doce Collibry vim ver o teu canto e procurar o teu voo.
As palavras podem cortar como punhais e saber como o mel.
Beijo
De navegante a 11 de Junho de 2006 às 13:27
oi miga passei para ler as novidades, e gostei mto do texto bjo e bom domingo
De soaresesilva a 11 de Junho de 2006 às 17:06
Para não cometermos erros o melhor, às vezes, é o silêncio...
De Uma voz, de longe a 11 de Junho de 2006 às 22:27
Voa por mim, Colliybry...

Gastei as palavras...

E, fico no silêncio!

...

Hoje não canto...

Deixo-me envolver pela música!

E, espero voltar a voar,
Talvez...Um dia!

Como um beija-flor!

MJ**
De jo a 12 de Junho de 2006 às 07:51
Amigos, amigos temos poucos, os outros á primeira pregam-nos a partida!
Beijos
De oteudoceolhar a 12 de Junho de 2006 às 18:23
Que frase inspirada (excelente foto)...Miga passei rapidinho para te ver saber das novidades e para te desejar uma boa semaninha. Beijo n´oteudoceolhar *
De jo a 12 de Junho de 2006 às 22:50
Saí da enxurrada para te desejar um bom feriado!
Com ternura
De Cöllyßry a 13 de Junho de 2006 às 17:50
Grata fico, e contente por aqui Te receber saudosa amiga, bem vinda, e aqui deixo meus votos que seja tambem para Ti...
Doce bjoca
Cõllynry

Comentar





★★★



★★★

Singelas palavras


"Alimentas o corpo para o
Hoje...

Alimentas o Espírito para a
Eternidade..."



OlharIndiscreto
Agradece a Sua Visita!


.*sobre mim

.Pensamentos_recentes

. A lágrima...

. A perfeição...

. Caminho...

. Amor alheio...

. O amor...

. Se...

. Junta amigos e...

. O sorriso...

. A consciência...

. Há aqueles que amam...

. Pensamentos...

. Voz da consciência...

. A vida...

. Sofrimento...

. Pegadas na areia...

. Reflexo do passado...

. Natal...

. Seara produtiva...

. A verdade ...

. Grito da revolta...

. Há que ter coragem...

. Fraternidade...

. A vontade do ser...

. Absurdo...

. Obstáculos...

.pesquisar

 

.Arquivo

.subscrever feeds

★★★
*online
blogs SAPO