Sexta-feira, 9 de Junho de 2006

As palavras...

 
 
 

 

Não de mel ...

      Não de fel...

 

 

o digas o sim

  
em ton bajulatório
 
  Mas…
   Não digas o não em tons de aspereza.

 

 
 

 

Publicado por... Cöllyßry às 13:27

Link do Pensamento | Adicionar aos favoritos
partilhar
De Uma voz...de longe a 10 de Junho de 2006 às 17:02

""A mon ancienne adresse
Je ne reconnais plus
Ni les murs ,
ni les rues
Qui ont vu ma jeunesse

En haut d'un escalier
Je cherche l'atelier
Dont plus rien ne subsiste
Dans son nouveau décor
Montmartre semble triste
Et les lilas sont morts

La bohème , la bohème
On était jeunes ,
on était fous
La bohème , la bohème

Ça ne veut plus rien dire du tout "

" La Boheme"
(Charles Aznavour)

Hoje...perdi as palavras...
Não digo SIM,
Não digo...NADA.

Da abelha só tenho as asas...

Estou sem força para voar!

Calo a voz,
De longe, pouso devagar o sonho...
Adormecido(a) em mim.

Voa sempre...

Voa por mim...Beija-flor

Virei ler teus voos!
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



.*sobre mim

.Pensamentos_recentes

. A lágrima...

. A perfeição...

. Caminho...

. Amor alheio...

. O amor...

. Se...

. Junta amigos e...

. O sorriso...

. A consciência...

. Há aqueles que amam...

. Pensamentos...

. Voz da consciência...

. A vida...

. Sofrimento...

. Pegadas na areia...

. Reflexo do passado...

. Natal...

. Seara produtiva...

. A verdade ...

. Grito da revolta...

. Há que ter coragem...

. Fraternidade...

. A vontade do ser...

. Absurdo...

. Obstáculos...

.pesquisar

 

.Arquivo

.subscrever feeds

blogs SAPO